Em comemoração aos 45 anos da RFB, Analista-Tributária fala sobre alterações da unidade de Pelotas

Ao mesmo tempo em que dá início às comemorações dos 45 anos de criação da Secretaria da Receita Federal do Brasil, que transcorreu nesta última quarta-feira (20), a Delegacia Regional em Pelotas coloca em prática as primeiras alterações no atendimento aos contribuintes e prepara a acessibilidade para portadores de necessidades especiais. Para comemorar a data, o saguão da prédio-sede da Delegacia recebeu ainda a exposição Receita em Construção, que retrata a sua história e mostra parte do novo projeto.

Na oportunidade, a Central de Atendimento ao Contribuinte (CAC) apresentou um novo layout para a unidade, dentro do qual foi criada área de autoatendimento, onde o contribuinte pode utilizar um equipamento para imprimir a segunda via do Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou fazer o agendamento de seu atendimento, explica a chefe do CAC, a Analista-Tributária Maria Cristina Gonçalves. “As pessoas jurídicas fazem esse agendamento por meio da página da RFB. Para as pessoas físicas, é uma opção, já que a maioria prefere mesmo ir até o balcão de atendimento no local, receber uma senha e aguardar no local. Estamos migrando para uma plataforma digital. Com isso, ganharão tempo os funcionários do órgão e também os contribuintes. A solução vem na hora”, disse a chefe do CAC.

Passam pelo local, em média, 180 contribuintes pessoas físicas e jurídicas, mas, segundo Maria Cristina, depende do período do ano, pois, na época que antecede a entrega das declarações de rendimentos das pessoas físicas, no final de abril de cada ano, a demanda aumenta. “Em janeiro de 2014, o movimento maior será de pessoas jurídicas, já que é esse o mês para opção pelo Simples Nacional. Feita pela internet, muitas pendências precisam ser resolvidas junto à própria Delegacia da RFB”, explicou a chefe do CAC.

Localizada na rua Professor Araújo, 216, o CAC foi inaugurado em 1998. Agora a unidade passa pela fase de aprovação de projeto de acessibilidade, com uma rampa de entrada pela rua Marechal Floriano – obra que deve ter a sua licitação básica lançada até o fim deste ano. Com orçamento estimado em R$ 400 mil, as obras estão previstas para começar no segundo semestre de 2014.

Segundo o chefe da Seção de Programação e Logística, arquiteto Paulo Eduardo da Costa, as sedes da RFB em Camaquã e Bagé também passarão por obras de acessibilidade. (Com informações do Diário Popular)