Operação padrão: Uruguaiana/RS

Houve congestionamento de veículos e caminhões por conta da operação padrão

Analistas-Tributários da Receita Federal, agentes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF) realizaram na manhã desta quarta-feira (23) operação padrão nas fronteiras de todo o Brasil. O objetivo do movimento é cobrar mais investimentos e a contratação de servidores para atuar nas unidades localizadas nas fronteiras. No Rio Grande do Sul, a manifestação foi realizada em oito pontos: Chuí, Bagé, Jaguarão, Livramento, Santo Ângelo (postos de Porto Xavier e Porto Mauá), São Borja e Uruguaiana.

Em Uruguaiana a operação contou com cerca de 100 servidores foram feitos todos os procedimentos de fiscalização de veículos e de mercadorias de forma conjunta por Analistas-Tributários da Receita Federal, agentes da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal. O movimento foi considerado um sucesso pelos servidores e houve congestionamento de veículos e caminhões que passavam pelo local.

Os servidores distribuíram panfletos explicando os motivos do movimento conjunto

Além da carência de servidores, os servidores também reivindicam a implantação imediata de um adicional de fronteira, como forma de incentivo e valorização profissional para aqueles que atuam nesses locais. Segundo as entidades, o Brasil conta com cerca de 1,5 mil profissionais para fiscalizar mais de 16 mil quilômetros. Quanto ao número de postos, são 108 unidades, sendo 31 da Receita Federal, 18 da Polícia Federal e 59 da Polícia Rodoviária Federal.