Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários e Policiais Rodoviários Federais realizam operação

Mais de 150 Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil e Policiais Rodoviários Federais realizaram, nesta quarta-feira, dia 23 de maio, uma operação padrão na Ponte Internacional da Amizade

 

Mais de 150 Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil e Policiais Rodoviários Federais realizaram, nesta quarta-feira, dia 23 de maio, uma operação padrão na Ponte Internacional da Amizade, que liga Foz do Iguaçu/PR a Ciudad del Este, no Paraguai. A ação conjunta marcou mais um “Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras do Brasil!”. Às 9h, Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários e Policiais Rodoviários Federais pararam o trânsito na Ponte Internacional na altura do marco zero e iniciaram a fiscalização conjunta de todos os pedestres, carros e motos que passavam pelo local. Com reforço no efetivo, os servidores aproveitaram para ampliar a fiscalização, principalmente, sobre os condutores e passageiros de motos, especialmente, os usuários de mototáxi. Por conta da operação um grande congestionamento se formou nos dois sentidos da Ponte Internacional. Diversos veículos que apresentavam irregulares foram impedidos de entrar no Brasil e tiveram que retornar ao Paraguai.

A fiscalização foi executada de forma conjunta por Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários e Policiais Rodoviários Federais

 

Os servidores das três categorias aproveitaram a oportunidade para esclarecer a população para a importância da ampliação das ações de controle nas fronteiras. Todas as pessoas que passaram pelo local receberam um panfleto com os objetivos e as reivindicações do movimento conjunto. A mobilização de Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários e Policiais Rodoviários Federais visa alertar a sociedade e as autoridades para a necessidade de reconhecimento desses servidores públicos que formam a linha de frente no combate ao tráfico de drogas, armas, munições, contrabando e pirataria. Os servidores cobram também mais investimentos e a contratação de funcionários para atuar nas unidades localizadas nas fronteiras, além de melhorias nas condições de trabalho e a definição da legislação trabalhista para quem atua nessas localidades. O objetivo é mostrar ainda que sem a contração de mais servidores e a ampliação e modernização dos postos, além da aquisição de viaturas e demais equipamentos não será possível enfrentar de forma eficiente a onda de violência que atinge todo o País.

Com reforço no efetivo, os servidores aproveitaram para ampliar a fiscalização, principalmente, sobre os condutores e passageiros de motos, especialmente, os usuários de mototáxi

 

O “Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras do Brasil!” também marca a luta desses servidores pela implementação do adicional de difícil provimento ou “adicional de fronteiras”. A Indenização de Fronteira tem por objetivo incentivar a permanência dos funcionários públicos que trabalham na fiscalização dessas áreas. O Governo Federal mostrou-se favorável à reivindicação, entretanto, até o momento, nada foi concretizado. A proposta de criação do adicional consta inclusive do Plano Estratégico de Fronteiras, lançado pela presidenta da República, Dilma Rousseff, em junho de 2011. Na oportunidade, o ministro da Justiça José Eduardo Cardoso, listou entre os projetos estruturantes a criação da compensação funcional para permanência nas fronteiras.

Mobilização

Participaram da mobilização pelo Sindireceita o diretor de Assuntos Parlamentares, Hélio Bernades, o diretor de Assuntos Aduaneiros, Moisés Hoyos e o diretor da DEN, Sérgio de Castro, que é autor do livro “Fronteiras Abertas”, e o delegado sindical do Sindireceita em Foz do Iguaçu, Luiz Antonio Pereira

 

Desde o início da manhã de quarta-feira servidores das três categorias se mobilizaram para realização da operação padrão que contou com o apoio da diretoria da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), do Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (Sindireceita) e da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (Fenaprf). Os sindicatos foram representados por diversos delegados sindicais e diretores que se deslocaram de vários pontos do País. Participaram da mobilização pelo Sindireceita o diretor de Assuntos Aduaneiros, Moisés Hoyos, o diretor de Assuntos Parlamentares, Hélio Bernades, e o diretor da DEN, Sérgio de Castro, que é autor do livro “Fronteiras Abertas”, e o delegado sindical do Sindireceita em Foz do Iguaçu, Luiz Antonio Pereira. A Fenapef foi representada por diversos diretores e pelo presidente da entidade Marcos Vinício de Souza Wink.  O movimento também contou com a presença do presidente da Fenaprf Pedro da Silva Cavalcanti e de diversos diretores da entidade.

Representantes da Fenapef, Sindireceita e Fenaprf concederam entrevistas e falaram sobre os objetivos da Mobilização Conjunta

 

O “Dia Nacional de Mobilização em Defesa das Fronteiras do Brasil!” também foi amplamente divulgado por veículos de comunicação do País. Representantes da Fenapef, Sindireceita e Fenaprf concederam entrevistas e falaram sobre os objetivos da Mobilização Conjunta. As principais emissoras de TV e de rádio, jornais e portais de notícia do Paraná também produziram reportagens sobre a mobilização conjunta realizada nesta quarta-feira, na Ponte Internacional da Amizade por Agentes da Polícia Federal, Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil e Policiais Rodoviários Federais.

A Mobilização Conjunta foi amplamente divulgada por veículos de comunicação de todo o País

 

Veja alguns reportagens abaixo:

Veja a matéria da RPC TV Globo Paraná

Veja matéria do Portal G1

Veja a nota do Jornal Hoje – TV Globo

Ouça a entrevista concedida a rádio CBN

Veja reportagem da Agência Brasil

Veja a reportagem do jornal Gazeta do Povo

Veja a reportagem do portal Bem Paraná

Veja a reportagem do portal Click Foz